A Modelagem Sereia

Entenda mais sobre a clássica silhueta e seus cortes possíveis para os diferentes tipos de corpos

Um dos modelos mais clássicos de vestidos é a silhueta de sereia. Inventada nos anos 1930 pelo estilista francês Marcel Rochas, surgiu como uma homenagem ao formato do corpo feminino. Desde então a modelagem se tornou muito popular: nos anos 50, muitas grandes atrizes de cinema usavam modelos sereia em premiações e festas. Com isso, a silhueta se tornou um sinônimo de feminilidade, porém com classe e elegância.

Foto: Divulgação

Tais características têm tudo a ver com a essência de um casamento. A modelagem passou a ser um sucesso entre as noivas entre suas três variações: o corte mais tradicional, o corte semi-sereia e o corte reto.

A modelagem sereia tradicional é ajustada ao corpo até a altura do joelho e com volume na parte inferior (se assemelhando à figura mitológica que dá nome à modelagem).

Foto: divulgação

Por outro lado, a modelagem semi-sereia é ajustada até a altura do quadril, é levemente mais solto entre o quadril e o joelho e tem a parte inferior volumosa. Por ser menos justa, restringe menos a movimentação da noiva.

Foto: divulgação

Por fim, a modelagem reta é menos ajustada ao corpo e tem menos volume na parte inferior, marcando menos a cintura ficando mais leve no corpo. É uma opção para a noiva que não quer ter seus movimentos restringidos.

Foto: divulgação

As modelagens do tipo sereia podem se ajustar a todos os tipos de corpos, dependendo de seu corte. É uma opção universal para as noivas que gostam do estilo, basta achar seu vestido e corte ideais!

O atendimento é realizado com agendamento prévio

segunda à sexta-feira, das 11h às 18h.
sábados, das 9h às 14h.

Agende seu horário.

Unidades Casamarela:

São Paulo: Rua Peixoto Gomide, 1801 – Jardim Paulistano, São Paulo (11) 3061-0239
Campinas: R. Maria Monteiro, 54 – Cambuí, Campinas – SP (19) 3254-4091
Piracicaba: R. Boa Morte, 1984 – Centro, Piracicaba – SP (19) 3413-5879